Escoteiros montam uma grande base no Festival do Japão

14 de julho de 2017

O escotismo esteve presente no 20º Festival do Japão, que ocorreu no São Paulo Expo, na rodovia Imigrantes, entre os dias 7 e 9 de julho. Os 13 grupos escoteiros nikkeis foram responsáveis por uma área do Espaço Criança com pioneirias, lenços, travessia pela ponte e muitas brincadeiras.

O Festival do Japão é um evento anual da comunidade japonesa, organizada pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias Japonesas no Brasil) que abrange 47 entidades. O objetivo do evento é manter a presença da cultura japonesa no Brasil e divulgá-la. O Festival reúne cerca de 150 mil pessoas nos 40 mil m2 da área ocupada, atraindo visitantes e voluntários de até outros estados brasileiros.

19756697_1398566273529922_734261889065393071_n

As principais entidades nipo-brasileiras participam deste evento para apresentar seus produtos, serviços ou simplesmente a cultura e arte japonesa como a Associação de Ikebana do Brasil, com arranjos de flores esculturais. Nessa exposição de ikebana era possível conferir dois arranjos de duas escotistas do Grupo Escoteiro Falcão Peregrino 20/SP: Cris Sototuka e Vera Silva. 

whatsapp-image-2017-07-08-at-19-52-42 whatsapp-image-2017-07-08-at-19-56-14

Na grande base escoteira do Espaço Criança, os que nunca foram escoteiros precisavam passar pelo portal de bambu para fazer a travessia numa ponte, construída pelos jovens dos grupos escoteiros nikkeis, que se revezam na organização e execução a cada ano. A criança também teve a oportunidade de pintar os lenços de tecido e levar como lembrança, enquanto os adultos e responsáveis recebiam panfletos e explicações sobre o movimento escoteiro.

“Esse ano a construção das pioneirias tiveram o acompanhamento do engenheiro do evento”, explica George Hirata, vice-presidente do GE Falcão Peregrino 20/SP. “Houve orientação para que a ponte fosse baixa para evitar risco de acidentes”.

O panfleto elaborado pelos grupos nikkeis é no formato A4 com duas dobras, sendo que na parte interna está a explicação de como fazer e usos do nó direito, além de um fio em que o visitante pode vivenciar esse aprendizado. Há também uma explicação sobre o movimento escoteiro, história de Baden-Powell e uma reflexão do fundador do escotismo. Na parte traseira, há a relação dos 13 grupos escoteiros nikkeis que são: Águia de Haia, Caramuru, Coopercotia, Duque de Caxias, Falcão Peregrino, Hokkaido, Hongwanji de SP, Hongwanji de Santo André, Jabuti, Leão de Judá, Nippon, Suricato e UCEG.

Os grupos nikkeis realizam atividades de confraternização entre os jovens do ramo sênior e pioneiro, como o torneio de futebol Shinen Cup. Também reúnem-se para fechar um calendário comum de eventos para que nenhum se sobreponha a outro.

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens