20º Distrito Realiza: Ponta de Flecha – Preparando Jovens para Liderança

23 de março de 2016

 

Nos dias 19 e 20 de março, o 20º Distrito Escoteiro de Sorocaba realizou o acampamento “Ponta de Flecha Distrital”, sediado no Clube de Campo Sorocaba, reunindo 99 jovens monitores e submonitores dos Grupos Escoteiros das cidades de Sorocaba, Votorantim, Itu, Salto e Araçoiaba da Serra, com o intuito de aprimorar o conhecimento e desenvolver o espírito de liderança.
Durante estes dois dias, os jovens acamparam e passaram por uma intensiva atividade instrutiva, sendo trabalhados diversos temas voltados a habilidades escoteiras, tais como técnicas de montagem de campo, nós e amarras, cozinha mateira, segurança em ferramentaria, montagem de bivaques, bem como conversas sobre cerimoniais da tradição escoteira, palestras motivacionais e de liderança.
Um dos princípios do Movimento Escoteiro, criado por Lord Robert Stephenson Smyth Baden Powell, em 1907 em Londres e desde 1910 no Brasil, é que o escoteiro deve o aprender fazendo, portanto somente com a experiência prática é que o processo de aprendizagem se faz por completo.
Para a execução desta atividade foi de fundamental importância a colaboração voluntária de 42 adultos voluntários e 8 pais no apoio, que compartilharam seus conhecimentos e cuidaram de toda a logística, desde a elaboração das palestras, até a preparação da alimentação. Segundo a coordenadora do evento, Chefe Lucilene Pereira do G. E. Sorocaba Oeste de Sorocaba, há dois anos no movimento, disse que “o Ponta de Flecha é uma atividade importantíssima, preparada para os jovens que assumiram a tarefa de conduzirem suas patrulhas, portanto assim como a ponta da flecha direciona o caminho, os monitores estão sendo preparados para fazer isso com os membros de sua patrulha”. O Chefe Silvio Teijeira do G. E. Taperá da cidade de Salto, vem de uma família de escoteiros e somente conseguiu realizar esse sonho depois de adulto. Hoje, já passados 23 anos que entrou no movimento como escotista, completa que além de aprimorar o conhecimento para compartilharem com os membros de suas patrulhas, os jovens levarão todo esse conhecimento para a vida, serão com certeza cidadãos comprometidos e líderes que farão a diferença em suas comunidades.
A atividade proporcionou momentos muito interessantes em que os jovens demonstraram muito interesse, não só durantes as instruções, mas também na realização de tarefas de integração, com a gincana onde a meta era conhecer e fazer novos amigos, através da solução dos problemas propostos.
A escoteira Sarah Azevedo do GE XV de Novembro de Salto, comentou que “achou a atividade muito Legal, e tudo que foi aprendido ali poderá ser usado lá fora, realmente muito bom”. Outro jovem, Renan Belini, escoteiro há três anos do GE Vuturaty de Votorantim, declarou que as atividades foram muito interessantes, divertidas e que com certeza vai ajudá-lo a ser um bom monitor.

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens