mmm


6º e 7º Encontros Itinerantes encerram o projeto na capital

14 de fevereiro de 2019

Nos dias 9 e 10 de fevereiro, aconteceram as últimas edições do Encontro Itinerante das Coordenações Regionais de Programa Educativo e do Diálogo Itinerante com Representantes Juvenis. Dessa vez, dois eventos aconteceram na capital, o primeiro no bairro Artur Alvim, na Zona Leste de São Paulo, e o segundo na Lapa, Zona Oeste.

O objetivo dos Encontros e Diálogos Itinerantes é fomentar a aplicação cada vez melhor do Método Escoteiro e do Programa Educativo, além de aproximar as equipes regionais de programa das unidades escoteiras mais distantes no estado de São Paulo.

Escotistas, dirigentes, coordenadores distritais, comissários, lobinhos, escoteiros, seniores, pioneiros e membros da Diretoria e Coordenações Regionais de Programa Educativo e da pasta Jovem puderam vivenciar momentos de informação, reflexão e troca de experiências para o desenvolvimento de novas ideias.

No dia 9, a atividade ocorreu no SESI A. E. Carvalho e contou com cerca de 130 participantes. A instituição abriga Seções Autônomas do Projeto Multiplica dos Escoteiros do Brasil.

No domingo, o encontro aconteceu no Colégio Heitor Garcia e recebeu mais de 200 jovens e adultos voluntários. A escotista Lídia Ikuta tornou a abertura e o encerramento do evento ainda mais especial. No início, a música Espírito de B.P. foi tocada após uma bela reflexão liderada por Lídia. No final, todos os participantes entoaram a Canção da Promessa com uma coreografia.

O caminho do jovem no Movimento Escoteiro sempre foi apresentado a partir da visão dele mesmo percorrendo novas rotas, escalando a montanha. Os Encontros Itinerantes trouxeram uma nova ferramenta para os escotistas, uma visão do adulto para os jovens. A árvore representa o jovem como uma semente que é cultivada por cada escotista que passa por sua vida e a influencia.

“A árvore é uma só, de lobinho a pioneiro, é apenas uma semente que está florescendo. E que tenhamos o cuidado de olhar para cada um, que a quantidade de cuidado e amor que cada semente recebe faça com que ela seja a melhor versão dela mesma. A nossa intenção é de que todos nós sejamos jardineiros dessas sementes que irão transformar o mundo”, explicou a Diretora Regional de Programa Educativo Bia Reali.

Os próximos passos serão trabalhar com os diagnósticos captados durantes os encontros. O primeiro material será apresentado para os Comissários e Coordenadores de Ramo de todos os Distritos. Maiores detalhes serão analisados pela equipe regional, divulgados e transformados em ações para melhorar a aplicação do programa educativo no Estado.

“Nós queremos realmente cumprir nossa missão de Coordenação Regional sendo as mãos que apoiam o desenvolvimento do Escotismo. Abrir o diálogo e ouvir as dificuldades de cada um para que possamos, a partir de agora, junto com Gestão de Adultos, trabalhar para que a prática na base seja melhorada sempre,” concluiu Bia.

Veja todas as fotos no álbum no Facebook: https://bit.ly/2UXxwrx

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens