#Como Foi : 1º Prêmio Walter Dohme reconhece trabalho voluntário de excelência

11 de novembro de 2016

 

Confira as fotos aqui

Walter Dohme acreditava que uma formação de qualidade possibilita ao jovem se tornar um bom cidadão. Ao buscar essa inspiração, a Diretoria da Região Escoteira de São Paulo criou uma premiação que leva o nome de um líder e escotista que prezava os valores do movimento escoteiro de forma integral, sendo um exemplo a ser seguido.

O exemplo é o modo de aprendizado mais eficiente, dizia Baden-Powell. Com esse estímulo é que foi realizada a primeira edição do Prêmio Walter Dohme, no sábado (5/11), no Buffet Evento Perfeito, no bairro do Tatuapé, na capital paulistana, que reuniu dezenas de voluntários, entre escotistas e dirigentes, além de autoridades, apoiadores e familiares e jovens do movimento escoteiro.

Os 12 finalistas estiveram presentes e concorreram em seis categorias que são: Escotistas dos Ramos Lobinho, Escoteiro, Sênior e Pioneiro; Dirigente e Instituição Parceira. O evento também aconteceu para comemorar o Dia Interamericano do Escotista.

O diretor presidente dos Escoteiros do Brasil da Região São Paulo, Jabs Costa, abriu a cerimônia com uma breve explicação do evento. “Queríamos enaltecer os voluntários que trabalham para o movimento escoteiro”, afirmou. “E agradecer as empresas e as entidades que colaboram para que o escotismo se torne mais acessível”. Jabs reforçou que Walter Dohme sabia da importância e do comprometimento dos voluntários (escotistas e dirigentes), conhecidos como chefes, no trabalho de base junto aos jovens. “Foi uma forma de homenagear e eternizar o nome do Walter Dohme”, completou.

Houve a execução do hino nacional, a saudação escoteira às bandeiras e agradecimento à presença de autoridades da Estância de Atibaia e diretoria, atual e anterior, da Região Escoteira de São Paulo. Na sequência, após a oração escoteira, a emoção ficou por conta do filme de homenagem ao Walter Dohme. A narração é do amigo e escotista Ronaldo Engracia.

 

PIN do Cônjuge

Outra novidade foi a entrega do Pin do cônjuge, que é um reconhecimento a quem está há mais de 10 anos ao lado de um escotista, dirigente ou outro adulto escoteiro com mais de 20 anos contribuindo com o movimento. O sentimento de gratidão pela compreensão e pelo apoio ao cônjuge foi concedido a Noemia Engracia, esposa de Ronaldo Engracia, do G.E. João Ramalho (18/SP) e Presidente da Comissão de Ética e Disciplina Regional.

Vânia Dohme, esposa de Walter Dohme, recebeu a Comenda Tiradentes, uma das condecorações mais importantes dos Escoteiros do Brasil, que é entregue aos associados portadores, há pelo menos cinco anos, da Medalha Cruz de São Jorge.

 

Premiados 

A entrega do Prêmio Walter Dohme ocorreu após a veiculação dos filmes feitos pelas UELs (Unidades Escoteiras Locais) de cada categoria. A primeira a anunciar o vencedor foi “Instituição Parceira”, cujos concorrentes eram o Colégio Guilherme Dumont Villares (indicado pela UEL de mesmo nome) e a Secretaria de Turismo da Estância de Atibaia (indicado pela UEL Pedra Grande 74/SP). Quem faturou o troféu foi a instituição de ensino.

Robson Lancaster, diretor presidente do GE Guilherme Dumont Villares (380/SP), agradeceu a premiação. “O colégio possibilitou um modelo diferenciado de grupo escoteiro”, afirmou o dirigente. A atuação da escola não é somente a cessão de espaço físico, mas tratar o movimento escoteiro com transversalidade e integrado às atividades do colégio.

A Secretaria de Turismo da Estância de Atibaia, por meio do secretário interino Johny Takada, recebeu o Elogio Regional. Takada representou o secretário municipal Jaime Santos e destacou que a sociedade é que ganha com essa parceria.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Instituição Parceira: o Diretor Regional Adjunto de Relações Institucionais, João Roberto da Fonseca, o Coordenador Regional de Relações Institucionais Externas, Artur Berberian, e o Secretário Regional, Thiago Sampaio.

Na categoria Dirigente, concorreram Ana Paula Marchi Rosa Simões, do G.E. Cruz Azul (92/SP), e Ednelson Assis dos Santos, do G.E. Falcão Azul (394/SP). Ana Paula ganhou o Troféu do Prêmio Walter Dohme e disse estar muito feliz por receber a “honraria para o grupo escoteiro”. Espera inspirar mais pessoas e ressaltou que o escotismo é a vida da família dela, que molda os compromissos conforme as atividades do grupo escoteiro. A dirigente Ana Paula se destacou pela ampliação de seções e, consequentemente, do número de associados, além da compra de ônibus e lançar projetos de inclusão social envolvendo dois orfanatos. Ednelson recebeu o Elogio Regional.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Dirigente: o Diretor Vice-Presidente Regional, Alexandre Banchi, o Diretor Regional Adjunto de Gestão de Adultos, Angelo Ernesto, e o Supervisor Regional de Métodos Educativos, Aparecido Duarte.

 

Categoria Escotista

O ramo lobinho foi representado por dois finalistas: Elizabete de Andrade Gonçalves, do G.E. Lobo Guará (331/SP), e Roseli Maria Gomes do Nascimento, do G.E. Pedra Grande (74/SP). Elizabete garantiu o Troféu e disse que ficou surpresa. “Esperava receber um certificado”, revelou ao segurar o troféu de acrílico com o personagem Alertino, de autoria de Walter Dohme. “Quando assisti ao vídeo, já havia chorado”. A escotista Elizabete garantiu o reconhecimento ao traçar metas de conquistas em sua seção e alcançá-las. Roseli recebeu o Elogio Regional.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Escotista Ramo Lobinho: a Diretora Regional de Programa Educativo, Sonia Jorge, o Diretor Regional Adjunto de Gestão de Adultos, Angelo Ernesto, o Supervisor Regional de Métodos Educativos, Aparecido Duarte, e a Coordenadora Regional do Ramo Lobinho, Janete Arasaki.

No ramo escoteiro, os finalistas foram: Eduardo Goes Marques Rosa, do G.E. Cruz Azul (92/SP), e Marcelo de Almeida Manzano, do G.E. Guia Lopes (39/SP). Eduardo ganhou o Troféu e humildemente dedicou aos jovens. “Tudo o que faço é para eles”, comentou o escotista que sempre atua sem receber reconhecimento. “O prêmio é para os jovens”. Manzano recebeu o Elogio Regional.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Escotista Ramo Escoteiro: a Diretora Regional de Programa Educativo, Sonia Jorge, o Diretor Regional Adjunto de Gestão de Adultos, Angelo Ernesto, o Supervisor Regional de Métodos Educativos, Aparecido Duarte, e a Coordenadora Regional do Ramo Escoteiro, Elisa Góes.

O ramo sênior teve como finalistas os escotistas Renato Francisco Carvalho do Rosário, do G.E. Pedra Grande (74/SP), e Itamar Magalhães de Assis, do G.E. Lobo Guará (331/SP). Renato recebeu o Troféu e disse que os verdadeiros troféus são os jovens. O escotista foi responsável em aumentar o efetivo em 600% em dois anos. O escotista Itamar recebeu o certificado de Elogio Regional.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Escotista Ramo Sênior: a Diretora Regional de Programa Educativo, Sonia Jorge, o Diretor Regional Adjunto de Gestão de Adultos, Angelo Ernesto, o Supervisor Regional de Métodos Educativos, Aparecido Duarte, e o Coordenador Regional do Ramo Sênior, William Holland.

No ramo pioneiro, os finalistas foram Eric Yugo Takiy, do G.E. Caramuru (26/SP), e José Bernardo Direito Netto, do G.E. Lobo Guará (331/SP). Eric ganhou o Troféu e agradeceu aos pais, que estavam presentes, por introduzir num grupo escoteiro há 20 anos. Ele é um dos mais novos escotistas a receber o Prêmio Walter Dohme: Eric tem 26 anos. Encontrar a direção para remar sua canoa foi o grande aprendizado em sua vida como jovem. Trabalha com seu clã da mesma forma, na orientação para que cada pioneiro siga seu caminho. José Bernardo recebeu o Elogio Regional.

Compuseram a Comissão Julgadora da categoria Escotista Ramo Pioneiro: a Diretora Regional de Programa Educativo, Sonia Jorge, o Diretor Regional Adjunto de Gestão de Adultos, Angelo Ernesto, o Supervisor Regional de Métodos Educativos, Aparecido Duarte, e o Coordenador Regional do Ramo Pioneiro, Rogério Vieira.

 

Dohme: da família ao ‘Alertino’

Vânia Dohme e suas filhas também foram homenageadas com o Troféu Walter Dohme com o personagem Alertino, criado pelo patriarca que ingressou no movimento escoteiro em 1961. Alertino é uma caricatura de um escoteiro que Walter usava para transmitir os valores do escotismo e que se tornou símbolo desta premiação.

Nascido em 1951, Walter foi membro juvenil, escotista, dirigente e formador. Foi Insígnia da Madeira e diretor de diversos cursos de formação nos níveis regional e nacional. Sempre foi visto como um exemplo de adulto para seus jovens, não só pela sua prática escoteira, mas também por suas ideias inovadoras. Chefe Walter Dohme seguiu para o Grande Acampamento em 2015 e deixou um grande legado dentro e fora do escotismo. Sua esposa, Vânia, e as filhas Samantha e Vanessa, também são escoteiras.

No Almoço Festivo, Vânia, ao receber o troféu, relembrou como entrou para o escotismo. Foi convidada por uma amiga a conhecer um distrito escoteiro, no Cambuci. “As pessoas com roupas estranhas”, comentou. Foi numa visita ao G.E. Parecis (10/SP) que conheceu Walter Dohme. “Ele era mais novo e sabia sobre a importância do movimento escoteiro naquela idade, com menos de 20 anos”, afirmou. “Walter foi um verdadeiro escoteiro”. Vânia exalta os valores do escotismo que moldaram a vida de toda a família. “Até no meio profissional sou conhecida como escoteira, como uma pessoa de palavra”.

O Prêmio Walter Dohme é uma iniciativa dos Escoteiros do Brasil – Região São Paulo que ocorrerá anualmente com o objetivo de reconhecer as boas práticas de aplicação do programa educativo dos escotistas, boas práticas de gestão de Unidades Escoteiras Locais e a parceira de entidades e empresas no apoio a prática do Escotismo em nível Local. Todos os inscritos passaram por Comissões Julgadoras de cada categoria, que utilizaram os seguintes critérios de avaliação: Atuação direta na Seção ou Diretoria do Grupo Escoteiro no último ano, e participação em eventos regionais, especialmente de formação da sua área de atuação; Inovações na aplicação do Programa Educativo, Método Escoteiro e/ou na Administração da Unidade Escoteira Local; e Envolvimento com a Comunidade do entorno da sua e Unidade Escoteira Local.

 

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens