#ComoFoi: Escoteiros participam da primeira oficina de Educomunicação de São Paulo

27 de julho de 2017

Lucas Nicoletti, escoteiro do GE Ubirajara 7/SP, não esperou a viagem da família terminar para participar da Oficina de Educomunicação “Seja um Repórter Jovem”, realizada nos dias 22 e 23 de julho, na sede do GE Tiradentes, no Parque da Água Branca, em São Paulo. Quando recebeu o e-mail confirmando sua participação, convenceu a mãe, Aline Nicoletti, que estava com ele em Presidente Prudente, a voltar para casa na noite de sexta-feira sendo que o retorno estava previsto para alguns dias depois.

Aline explica que o filho, com 12 anos, é muito criativo e tem facilidade em reter informações. Para ela, o saldo da oficina foi positivo: “A melhor forma de avaliar é perceber que os jovens chegaram super adiantados e felizes no segundo dia”.

O objetivo de usar aplicativos era apresentar ferramentas acessíveis aos jovens | Foto: Fernando André

O objetivo de usar aplicativos era apresentar ferramentas acessíveis aos jovens | Foto: Fernando André

Parte de um projeto piloto da Equipe Regional de Imagem e Comunicação (ERIC) dos Escoteiros do Brasil – Região de São Paulo, a proposta do encontro era capacitar jovens do ramo escoteiro inscritos no Acampamento Regional de Tropas Escoteiras, o ARTE, para atuarem como repórteres durante o evento. Ao todo, compareceram nove jovens de seis grupos escoteiros diferentes.

Para isso, foram aplicados quatro módulos: uma introdução à educomunicação seguida de oficinas de jornalismo, fotografia e gravação e edição de vídeo, ministradas pela própria equipe de comunicação.

Carlos Eduardo Lourenço, mestre em educomunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA – USP) e coordenador da área na ERIC, mostrou-se satisfeito com a experiência: “Acredito que é um excelente início para esse projeto”.

Impressões dos jovens

Lucas tem múltiplas habilidades comunicativas. Além de desenhar, faz vídeos sobre videogames. Para ele, o destaque foi aprender a usar os meios de edição. “Eu esperava que a oficina me ajudasse com meus vídeos no YouTube e correspondeu muito às minhas expectativas”, conta.

Enquanto escuta, Lucas desenha o escotista que ministra o módulo de fotografia | Foto: Fernando André

Enquanto escuta, Lucas desenha o escotista que ministra o módulo de fotografia | Foto: Fernando André

A escoteira Fernanda Maffi, de 14 anos, do GE Tibiriçá 243/SP também considera que o que mais gostou foi editar fotos e vídeos na prática. Ela avaliou de forma positiva a abordagem dos temas: “Existia uma interação, perguntavam ‘o que vocês acham disso?’, direcionando para o que a gente conhecia ou não”.

Mesmo sem nunca ter se imaginado como repórter, Fernanda está empolgada com o desafio. “Eu cheguei em casa e a primeira coisa que fiz foi colocar a bateria na minha câmera”, contou. Ela também aproveitou o almoço do domingo para tirar dúvidas com a equipe organizadora sobre a especialidade de Comunicações.

Educomunicação e Escotismo

Apesar de a educomunicação ser uma área de atuação nova da ERIC, ela já é relacionada, por essência, ao Programa Educativo escoteiro, pois coloca o jovem como protagonista do seu processo de aprendizagem.

“A semelhança está na compreensão de que a comunicação se dá no diálogo e não na simples transmissão”, explica o coordenador Carlos Eduardo Lourenço. Segundo ele, os conhecimentos e habilidades desenvolvidos ajudam na construção de uma cidadania plena.

Escoteiras assistem cenas de vídeo logo após gravá-lo | Foto: Fernando André

Escoteiras assistem cenas de vídeo logo após gravá-lo | Foto: Fernando André

“Eu estou muito empolgada, mal posso esperar para o ARTE chegar”, diz Fernanda. O mesmo vale para a equipe organizadora da oficina. “Estamos com uma geração que sabe das coisas. Eles conseguem se colocar frente ao mundo e têm opiniões para dar”, diz Carlos, na expectativa para vê-los com a mão na massa.

No primeiro dia do acampamento, haverá uma nova oficina para que mais jovens sejam capacitados para atuarem como Repórteres Jovens durante o evento.

Os escotistas e dirigentes interessados terão oportunidade de conhecer melhor o projeto durante oficinas do Congresso Escoteiro Regional, que acontecerão na tarde de domingo do evento.

Participação Especial

Filipe Conde, youtuber do Canal SAPS, e seu assistente de câmera, Allan Fernandes, também participaram dos módulos do primeiro dia. Ambos são pioneiros do GE Ubirajara 7/SP. “O que me ajuda muito na minha vida pessoal e profissional é saber me comunicar bem”, diz Filipe.

Ele espera colocar todos os seus conhecimentos em prática no Arte, pois vai registrar o acampamento fazendo vídeos para seu canal: “Eu nunca cobri um evento desse porte, estou ansioso”. Sua intenção é mostrar tanto a visão dos organizadores quanto a dos participantes.

Veja mais fotos 

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens