Conselho de DCIMs revisam grades em sua segunda reunião da gestão atual

28 de julho de 2016

Ao se reunir pela segunda vez, em 16 de julho, na Casa do Escoteiro, o Conselho de DCIMs teve a oportunidade de dar continuidade ao aperfeiçoamento da gestão de adultos no estado. Na ocasião, revisaram as grades dos cursos preliminares, técnicos, básicos e avançados. Puderam avaliar também as nomenclaturas e definir padrões de procedimento.

Este é o segundo encontro da atual gestão dos Escoteiros do Brasil – Região de São Paulo. O primeiro ocorreu em 5 de junho, quando houve a presença de 12 DCIMs e mais quatro apoios. O encontro foi conduzido pelo diretor regional de Gestão de Adultos, Paulo José Marques Hoenen (P1), que teve a satisfação de contar com a colaboração de todos os nomeados que se prontificaram no aprimoramento da gestão de adultos em nosso estado.

Na primeira reunião, os assuntos tratados foram: formação de equipes de trabalho para revisão das grades de curso de formação e seus parâmetros de construção, além da adequação e compatibilização das práticas supervisionadas após Cursos Básicos (CBs) e Cursos Avançados (CAs), por ramos e linha.

O encontro também permitiu a revisão e validação dos cursos técnicos desenvolvidos nos encontros de formadores em anos anteriores; a apresentação de cursos EAD como ferramenta complementar dos CAs e agendamento de curso para tutores.

Todos os presentes se comprometeram a auxiliar nos eventos adultos da diretoria regional de programa educativo e de utilizar os coordenadores dos ramos nos cursos avançados. Ficou definido que reuniões mensais de cada equipe de trabalho vão acontecer para ajustes no andamento dos trabalhos.

 “Fiquei muito contente em atender à solicitação de vários formadores ao reunir nesta gestão, a primeira reunião do Conselho Consultivo de DCIM de São Paulo”, comenta P1. “Todos estão comprometidos a arregaçar as mangas e trabalhar em prol da formação de adultos dos Escoteiros do Brasil – Região de São Paulo”

 “Angelo e eu nos sentimos fortalecidos em tocar adiante a Gestão de Adultos ao lado de pessoas de renome, conhecimento e tradição na formação do Movimento Escoteiro”, continua P1 que lembra citação de BP: “”O teste da educação bem-sucedida não é um rapaz ser reconhecido com os exames de escola, mas o que ele está fazendo 10 anos depois”.

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens