Novo modelo de Curso Avançado é implementado na região de São Paulo

Nos finais de semana dos dias 15 a 17 de novembro e 30 de novembro ao dia 1º de dezembro, aconteceram as duas partes dos Cursos Avançados de todos os ramos e também de dirigente. Os cursos ocorreram no mesmo local, na Faculdade Municipal Professor Franco Montoro, em Mogi Guaçu, em intenso clima de aprendizagem, e contaram com um total de 98 participantes.

Os cursos foram realizados, pela primeira vez, com as novas matrizes de conteúdos propostas pelos documentos institucionais que seguem a Política Nacional de Adultos no Movimento Escoteiro (PNAME), lançada este ano. Em função da proposta inovadora,  a diretora regional de Métodos Educativos, Bia Reali, e seu adjunto, Marcos Cunha, comentaram: “As mudanças trazidas pela PNAME apresentam um novo sistema de formação do nosso adulto voluntário (escotista e dirigente), por competências.” 

Segundo os diretores, na formação por competências os voluntários “aprendem a aprender”, de modo que o processo seja contínuo, permanente e pessoal. Por isso, os cursos promovem alinhamento institucional e também utilizam metodologias ativas, que colocam os cursantes no centro do processo de aprendizagem, gerando espaços para que exercitem suas habilidades em aplicações práticas. “Dessa forma, o voluntário não só passa a ser o verdadeiro gestor de sua aprendizagem, como compreende melhor o próprio fundamento do Escotismo que é o de estimular o autodesenvolvimento dos jovens”, afirmam. 

A coordenadora regional de Formação de Adultos, Mariluce Maia, ainda explicou: “Observa-se que esse novo procedimento na formação é muito mais eficaz. Até porque o início do desenvolvimento das competências ocorre muito antes do curso em si, continuando após o mesmo”. E completou dizendo: “Desse modo, o ciclo de vida do adulto se torna mais efetivo e sua evolução é mensurada passo a passo”.

Ainda em uma fase de experimentação e ajustes, já se pode ver uma melhora na forma em que os cursos são aplicados e nas práticas formativas, com objetivo de unificar e alinhar ainda mais o diálogo entre os níveis regional e nacional.

Rolar para o topo