fbpx
mmm


A História do Grupo Escoteiro Maria Imaculada

4 de fevereiro de 2017

A formação do Grupo Escoteiro Maria Imaculada foi marcada pela obstinação do seu fundador, Marco Antônio Dias, carinhosamente chamado de o “Grande Lobo”, que, aos dezenove anos, incentivado pelo Comissário do antigo 3º Distrito, o Sr. Orlando Diamantino, entrava para o movimento escoteiro como Secretário Geral, em seguida atuou como Assistente Distrital do Ramo Sênior. Foi voluntário no Grupo Escoteiro Ipiranga como Chefe de Seção do Ramo Sênior e no antigo Grupo Escoteiro São Jorge atuou como Presidente de Grupo e Chefe de Seção da Tropa Escoteira. Foi também Secretário Geral no “Instituto Cidadania Ativa”.

Quando suas três filhas eram pequenas e estudavam no Colégio Maria Imaculada, Marco tentou sem sucesso instituir um grupo escoteiro. Somente no ano de 2003 conseguiu que a direção da escola por meio da Irmã Carmem de Ciccio aprovasse a formação deste grupo. Em 2004, Marco começou a divulgar a existência do grupo nas salas de aula, distribuindo circulares. Desta primeira iniciativa apenas uma única criança se inscreveu: Henrique Lupinari Volpato.

O nome do grupo é uma homenagem à padroeira Nossa Senhora Imaculada Conceição e também ao Colégio Maria Imaculada, que forneceu todo o apoio para a constituição, funcionamento e fundação do 343/SP – Grupo Escoteiro Maria Imaculada.

Consciente dos benefícios obtidos pela prática do escotismo, Marco solicitou junto aos Escoteiros do Brasil – Região de São Paulo, em 01 de outubro de 2004, o pedido de autorização provisória para o funcionamento da Unidade Escoteira Local.

Foi realizada a palestra informativa no dia 29 de outubro de 2005 e, depois de um mês, a Assembleia Geral Ordinária do Grupo, quando a primeira Diretoria foi eleita. Na confraternização marcada para o dia 10 de dezembro de 2005, era feita a primeira promessa dos lobinhos Henrique Lupinari Volpato e Heloisa Lupinari Volpato, sendo assim considerada a data oficial da criação do grupo.

Para a composição da identidade visual, foi escolhida a cor azul para o lenço por representar o manto, a borda branca por representar a túnica de Maria Imaculada. Como emblema, a estampa da figura de Nossa Senhora. O logo e primeira bandeira do grupo foram idealizados pelo Chefe Francisco Kainer Rinaldi, Escotista do 369/SP – Grupo Escoteiro do Ar Cruz de Malta – Jabaquara. As mudanças posteriores foram realizadas pelo Chefe Henrique Lima de Almeida, chefe de seção do Ramo Escoteiro do próprio grupo.

A obstinação e o idealismo são marcas indiscutíveis dos primeiros anos de algumas pessoas, principalmente do Grande Lobo que nem mesmo nos momentos difíceis deixou de cumprir com sua promessa.

Muitas crianças e jovens dos Ramos Lobinho e Escoteiro passaram pelo nosso grupo. Alguns momentos foram difíceis, mas a grande virada aconteceu em 2013, quando a então lobinha Luiza Ferraz Perussi com sua dedicação e persistência, manteve o grupo ativo, sendo a única integrante durante alguns meses. Mais tarde se junta ao grupo a lobinha Nicole Milani Santos.

Em 2014, houve o ingresso do lobinho Guilherme Satoru Inuzuka Nakaharada Fazia parte também o lobinho Celso Martins Alcazar Filho. No ramo escoteiro, a inscrição da Alessandra Mine e do Vinicius Pires.

Parecia que tudo estava se encaminhando bem quando o grupo teve um novo revés. No dia 26 de abril 2015 o Chefe Marco partiu para o grande acampamento e o seu sepultamento foi marcado por uma forte comoção por parte de todos que o conheciam.

A primeira pessoa a expressar a vontade de manutenção do grupo foi a Sra. Marina Dias de Almeida apoiada por sua irmã Marcela de Almeida Dias, filhas do chefe Marco. Sr. Celso Nakaharada também manifestou este desejo.

Fato reiterado na reunião realizada no dia da Missa de sétimo dia do falecimento do Grande Lobo (02 de maio de 2015), antes da cerimônia com as seguintes representações:

Representando a União dos Escoteiros do Brasil e a Comissão de Crescimento e Expansão do Escotismo, estavam presentes Sra. Cristina Mary Kuabara Sototuka, Srs. Jorge Kuma Sototuka e Renato Araújo da Silva. Também presente Comissário Distrital do 3º Distrito Chefe Filipe Pereira Bassetto.

Representando o Grupo Escoteiro Maria Imaculada estavam presentes membros da família do falecido Presidente do Grupo, Sra. Inajá Marcia de Almeida Dias (esposa), Sra. Marina de Almeida Dias (filha), Sra. Maíra de Almeida Dias (filha), Sra. Marcela de Almeida Dias (filha), Sr. Henrique Lima de Almeida (genro). Os pais dos lobinhos Guilherme Satoru Inuzuka Nakaharada e Henrique Junichiro Inuzuka Nakarahada, Sr. Celso Nakaharada (pai) e Sra. Luciana Midori Inuzuka Nakaharada (mãe) e representando o Colégio Maria Imaculada: Ir. Carmem de Ciccio.

Neste dia foi firmado o compromisso de manter o grupo. Desde então o grupo só tem crescido com a realização de atividades em sede, cursos de capacitação, acampamentos, passeios, caçadas e eventos. Também foi conquistado o grupo padrão bronze, primeiro lugar no concurso de fotografia e terceiro lugar no concurso de vídeos.

Nestes dois últimos anos muitos jovens e chefes ingressaram no grupo, que encerrou o ano de 2016 com 49 associados, ou seja, um excelente crescimento.

Todos os agradecimentos vão para Luciana Midori Inuzuka Nakaharada e Celso Nakaharada por tomarem junto com a família do Chefe Marco responsabilidade de manutenção do grupo, a Madre Carmem pelo apoio constante, ao Filipe Pereira Bassetto que esteve junto dos escotistas no momento de transição, a todos os escotistas do 3º Distrito e ao Grupo Umuarama.

Não esquecendo também de agradecer é claro aos atuais escotistas que, sem o trabalho incansável e voluntário nada seria possível. Aos jovens por praticarem o ideal de Baden-Powell e aos seus pais que permitem que a filosofia escoteira faça parte da educação de seus filhos.

SONY DSC

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens