#Como foi: Café entre Velhos Amigos

2 de dezembro de 2016

O Café entre Velhos Amigos reforçou o que há de melhor no Escotismo entre os seus cerca de 70 participantes, que estiveram presentes na manhã de sábado (26), no Centro Escoteiro Jaraguá (CEJ), a Gilwell paulista. A amizade criada em anos de dedicação ao Movimento Escoteiro se revelava a cada instante, seja nos abraços ou nas lembranças ou nas palavras amigas.

O evento foi realizado para oficializar a assinatura da Resolução Regional 05/2016 que cria o Conselho Regional de Portadores de Medalha Velho Lobo. O objetivo é reunir gerações e experiências distintas neste conselho de caráter consultivo, que vai funcionar como apoio à gestão regional, cuja diretriz é a governança participativa.

A Resolução reconhece os associados mais experientes como portadores de contribuições valiosas pela vivência e experiência acumulada, prevalecendo o contínuo aperfeiçoamento do próprio Movimento na Região Escoteira de São Paulo.

O evento teve início com o hasteamento das bandeiras, oração e o quebra-gelo. Já nas dependências do auditório do CEJ, o diretor-presidente regional, Jabs Costa, falou do sonho antigo de reunir todos os velhos lobos e destacou o comprometimento do chefe Elmer de Souza Pessoa, que mesmo internado há alguns meses, estava preocupado com detalhes da organização do Café entre Velhos Amigos. Elmer foi o inspirador do projeto.

Pelo CAN (Conselho de Administração Nacional), Jonathan Govier, atual vice-presidente deste Conselho, apontou o planejamento estratégico da instituição como ferramenta de trabalho, além de explicar o objetivo de atingir os 200 mil associados. Destacou também a importância de ter gerações diferentes num mesmo movimento, ou seja, tantas gerações pelo mesmo ideal.

Lívio Abraços Jorge, diretor de relações institucionais da DEN (Diretoria Executiva Nacional) e ex-diretor-presidente da Região de São Paulo (2013-2016), ressaltou a importância do olhar para os extremos. Durante sua gestão em SP, procurou destacar o interior paulista. Em âmbito nacional, disse que o objetivo é olhar para regiões menores e citou o Escotismo na Amazônia.

A Resolução que cria o Conselho Regional de Portadores da Medalha Velho Lobo foi lida e todo o Núcleo Gestor da Diretoria Regional assinou o documento. Na sequência, houve a entrega da Medalha de Velho Lobo a quatro escotistas/dirigentes presentes: Dina Hanashiro, Katuoki Ishizuka, Renato Araujo da Silva e Raul Sartori Lima. E como forma de agradecimento e reconhecimento, cada um dos participantes recebeu o Certificado de Agradecimento da Diretoria Regional pelos anos de bons serviços prestados à Região Escoteira de São Paulo.

Em uma brincadeira, a somatória dos anos de Promessa Escoteira dos participantes ultrapassa os 1.250 anos. E nesse tom, o chefe Elmer agradeceu a presença de todos: “Vocês sabem que eu encho o saco mesmo. Agradeço por terem vindo”. A maior parte dos escotistas é da capital, mas havia muito que vieram de locais distantes como São José do Rio Preto, Bauru, Sorocaba e Florianópolis (SC).

O ex-diretor-presidente da Região Escoteira de São Paulo, Carlos Batisti, foi homenageado postumamente com um filme, assim como o escotista Walter Dohme. Cada um foi relembrado por filmes criados com fotos, deixando todos emocionados. Ainda com olhos marejados, muitos escotistas compartilharam a ida ao Grande Acampamento de vários outros que se dedicaram ao Escotismo.

Após sorteio de livros de autoria dos escotistas presentes, como do chefe Elmer, Alexandre Banchi e Jorge Kuma Sototuka, ocorreu o bate-papo com a Diretoria Regional, que agradeceu a dedicação e ressaltando a importância entre o intercâmbio entre as gerações. “Isso nos fortalece”, comentou Alexandre Banchi, diretor vice-presidente da Região de São Paulo. O Núcleo Regional de Jovens Líderes e a Comissão Regional Pioneira também estiveram presentes, agradando os participantes, que ficaram satisfeitos com o reconhecimento e agradecimento espontâneo. Cecília Reis, diretora regional jovem, disse que “nada do que há hoje não existiria se não tivesse sido construído por vocês”.

Dois ex-diretores-presidentes regionais também compartilharam suas emoções: Renato Araújo da Silva (1998 – 2000) e Álvaro Tavares (2012-2013). Hoje, aos 92 anos, Álvaro reconheceu que passar dos 90 anos não é fácil e ainda revelou que sua maior aventura foi “conhecer a lei escoteira e fazer dela a minha filosofia de vida”.

O evento foi encerrado com a Canção da Despedida, com a promessa de todos se reverem em breve e dar início aos trabalhos do novo Conselho Regional criado.

Confira a lista dos participantes com mais de 40 anos de movimento escoteiro

Alexandre Antonio Cortes Oliani

Alvaro Tavares Gomes de Sousa

Antonio Caetano Pereira Simoes

Benjamin Thomas Govier

Carlos Heinz Loeben

Cristina Mary K. Sototuka

Dalton Antonio Giovannini

Dina Mihoko Hanashiro

Edson Caetano dos Santos

Elmer de Souza Pessoa

Eluizio Bueno Rodrigues

Enio Hideyuki Cojho

Ernane Mario Cusin Filho

Evilasio Fernandes Macedo

Francisca Souza Carrer

Francisco Kainer Rinaldi

Gabriel de Souza Domingues

Gerald Hall Codling

Jayr Pucci Filho

Joaquim Cardoso Machado Neto

Joaquim Tadeu de Oliveira

Jonathan Hugh Govier

Jorge Kanehide Ijuim

Jorge Kuma Sototuka

Jose Boletini Sobrinho

Jose Luis da Conceição

José Newton Matias

Julio Cesár Osorio

Katuoki Ishizuka

Lenita de Abreu Pessoa

Luis Carlos Torquato

Luiz Antonio Augusto Monteiro

Luiz Benatti

Luiz Carlos Gabriel

Marco Antonio Real Lopes

Marco Aurelio de Mello Castrianni

Marcos Palombo

Neide Antunes Guimaraes

Ocimar Cesar Teixeira

Paulo Cesar Assumpcao Cabello

Paulo Hiroshi Kishi

Paulo Jose Marques Hoenen

Paulo Sergio Campora

Percival Leite Britto

Raul Sartori Lima

Renato Araujo da Silva

Ronaldo Engracia

Silvio Arnaldo Ferreira Barsotti

Vania D’angelo Dohme

Wilson Antonio Rodrigues

Confira as fotos aqui.

 

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens