mmm


Lobinho recebe notícia de “pega” de medula transplantada no Dia do Escoteiro

24 de abril de 2019

O Dia do Escoteiro, 23 de abril, é sempre marcado pelas mais diversas comemorações para todos que já passaram pelo Movimento Escoteiro. No entanto, neste ano a data foi ainda mais especial para o lobinho Mateus Valezin, de 7 anos, do GE Piratinis 95/SP: em tratamento contra a leucemia e com uma medula recém-transplantada, sua família recebeu ontem a notícia de que a nova medula “pegou”. Isso significa que, quase um mês após o transplante, a medula óssea compatível se instalou e começou a funcionar no organismo do lobinho.

A mãe, Carla Valezin, descobriu a leucemia de Mateus em 2015. Na época, ele fez o tratamento e teve alta em junho de 2018. Em agosto, começou a frequentar as atividades da alcateia por completar a idade necessária. Porém, em outubro do mesmo ano, o câncer se manifestou novamente.

Mateus e sua mãe, Carla Valezin

Desde o início, a comunidade escoteira, da qual a família de Mateus faz parte, apoiou seu tratamento em campanhas de doação de sangue, doação de plaquetas e conscientização sobre a doença. Quando voltou a ser internado, já como lobinho, a situação não impediu que ele seguisse em frente com sua vida escoteira, fazendo uso da flexibilidade que o próprio Movimento propõe para sua aplicação.

“Ele se manteve firme e fez e a Promessa”, contou Carla. Dentro do Escotismo, a Promessa é a primeira cerimônia, como um batismo. O jovem ou adulto tem que entender e aceitar a Lei Escoteira, princípios e regras do Movimento. No dia 22 de fevereiro de 2019, no Hospital Santa Catarina (São Paulo/SP), com autorização da equipe médica e de enfermagem, Mateus fez sua Promessa de lobinho e recebeu o lenço escoteiro de seu grupo.

Mateus com a tia e escotista Milena, no momento da Promessa

Milena Valezin, tia e escotista de Mateus, contou um pouco de como foi esse momento: “Para mim foi duplamente especial por ver aquele pequeno que vi nascer seguir os passos do Escotismo”. Segundo ela, o Movimento Escoteiro representa uma força a mais para o tratamento.

Desde então,  Mateus continuou a fazer quimioterapia, radioterapia e a se preparar para fazer o transplante de medula óssea. Tudo isso ao mesmo tempo em que a família desenvolvia a progressão escoteira com ele. Recentemente, ele conquistou a especialidade de videogame.

O lobinho Matheus ainda está recebendo doações de plaquetas e de sangue, basta seguir as instruções abaixo. Se não puder doar, é possível ajudar compartilhando as informações:

Doação de sangue em nome de Mateus Valezin Padetti
Hospital Samaritano
R. Conselheiro Brotero, 1486, Santa Cecília – São Paulo/SP
Horário: Segunda a sexta, das 8h às 16h/ Sábado, das 8h às 13h
Estacionamento gratuito para quem doar sangue
Metrôs: 10 min da estação Marechal Deodoro (linha vermelha)/20 min da estação Clínicas (linha verde)

Acompanhe a história do lobinho pela página Liga do Super Mateus no Facebook

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens