mmm


Escoteiros de São Paulo homenageiam combatentes de 32 em desfile no Ibirapuera

15 de julho de 2019

No dia 9 de julho, no estado de São Paulo, foi comemorada a Revolução Constitucionalista de 1932, considerada um ato de repúdio contra o Governo Provisório de Getúlio Vargas. Diversas homenagens aos combatentes paulistas vivos e falecidos aconteceram em todo o estado com a participação de escoteiros.  Entre elas, o tradicional Desfile Cívico-Militar que, neste ano, comemorou o 87º aniversário da Revolução, novamente nos arredores do Parque do Ibirapuera (São Paulo/SP), com organização da Polícia Militar.

Na manhã do feriado, cerca de 1.800 escoteiros participaram do evento, entre lobinhos (6,5 a 10 anos), escoteiros (11 a 14 anos), seniores (15 a 17 anos), pioneiros (18 a 21) e adultos voluntários (acima de 21 anos). A atividade abrangeu 44 unidades escoteiras locais e 16 distritos escoteiros. Na ocasião, Artur Berberian, diretor de Relações Institucionais da Região Escoteira de São Paulo, foi condecorado com a Medalha Constitucionalista.

 

O jovem Luan Menon, do Grupo Escoteiro Tiradentes/107, descreveu como foi a sensação de estar participando do evento: “Eu me senti muito feliz e honrado, acho que é uma data muito importante para nós homenagearmos a todos da revolução de 32”. E complementou falando sobre o ato dos combatentes: “São pessoas guerreiras que deram sua vida para lutar”.

O Escotista Ricardo Moreno Pires, do Grupo Escoteiro Corrente/35, comentou sobre a reação dos jovens: “Percebi que eles têm orgulho”.  Segundo ele, a importância da participação nesse tipo de atividade cívica é desenvolver a cidadania e “entender que as conquistas que a sociedade tem se devem aos que vieram antes e fizeram algo para estarmos como estamos hoje”.

Fotos: Claudio Cardoso, Edson e Francisco Lima | Álbum do Facebook | Todas as fotos

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens