Escoteiros participam de inauguração de ponto de coleta de lixo eletrônico em São Paulo

15 de Maio de 2018

Escoteiros participaram da inauguração do primeiro ponto público de coleta seletiva de lixo eletrônico (também chamando de e-lixo) da cidade de São Paulo, no parque do Ibirapuera. O ato ocorreu ontem, dia 14 de maio, com autoridades públicas. Robson Lancaster, comissário do 8º Distrito Escoteiro Butantã esteve presente junto a cinco escoteiros e um escotista do Grupo Escoteiro Guilherme Dumont Villares 380/SP.

Escotismo e sustentabilidade

Para Robson, a participação dos jovens foi “a plena demonstração de que nós, como membros do Movimento Escoteiro, somos estudantes, cidadãos e, inseridos na comunidade, nos mostramos úteis e responsáveis”. Ele considera que atividades como essa, de responsabilidade social e ambiental, estão alinhadas com o programa educativo e com os valores do Escotismo. Além disso a presença de escoteiros nos marca perante a sociedade como exemplos positivos.

A ação também está de acordo com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, a agenda 2030 que é também apoiada pelos Escoteiros do Brasil. Tudo isso faz parte da causa do Escotismo, sob o mote de Educação para a Vida.

Movimento Greenk

A iniciativa do ponto de coleta é fruto de uma parceria entre o Movimento Greenk, que conscientiza a sociedade a respeito da correta destinação lixo eletrônico, e a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. O Greenk também promove uma gincana entre escolas, da qual o Colégio Guilherme Dumont Villares – sede do grupo escoteiro – participa.

Segundo Robson, desde abril os escoteiros do grupo, que também são alunos do colégio, estão participando da gincana junto à escola. Devido à proximidade com a instituição e com a comunidade local, o grupo conseguiu inserir a atividade EducAção Escoteira no dia 19 de maio, data marcada para o encerramento do projeto.

O que é lixo eletrônico

O lixo eletrônico é composto por materiais que contém minerais pesados, como chumbo e lítio, altamente poluentes no meio ambiente. Além de contaminar solo e lençóis freáticos, são prejudiciais à saúde de pessoas que entram em contato com esses materiais em lixões.

Por conta disso, celulares, pilhas, baterias, computadores, câmeras e objetos correlatos precisam ser descartados separadamente.

O Brasil é o maior produtor desse tipo de resíduo na América Latina, segundo estudo realizado pela Associação de Empresas da Indústria Móvel (GSMA) e da Universidade das Nações Unidas. Em 2014, o país foi responsável por gerar 1,4 milhões de toneladas de e-lixo.

Escoteiros na mídia

A ação e a participação dos escoteiros ganhou destaque em diversos veículos. Confira:

TV Câmara
SPTV – Primeira edição
Metro Jornal 
Portal da Prefeitura de São Paulo
TV Gazeta 

 

Galeria de imagens

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens