Paulista participa do 1º Fórum Regional Escoteiro de Inclusão e Acessibilidade do RS

16 de abril de 2018

No dia 22 de março, aconteceu, no Rio Grande do Sul, o 1º Fórum Regional Escoteiro de Inclusão e Acessibilidade. No evento, estiveram presentes mais de 100 voluntários, jovens e convidados. Com tradução simultânea em LIBRAS, a atividade ainda produziu material em braille e ofereceu outros tipos de assistência para as diferentes deficiências.

O 1º Fórum Regional de Inclusão e Acessibilidade trouxe para debate as diversas visões sobre o tema, buscando a melhoria na receptividade e na convivência das pessoas com deficiência dentro do Movimento Escoteiro, maior movimento de educação não formal do mundo. 

“A aplicação bem sucedida das políticas e regulamentações relativas à inclusão das pessoas com deficiência depende, antes de mais nada, da conscientização de todos os indivíduos a respeito da diversidade humana e suas peculiaridades. Isso só pode ser alcançado a partir de um amplo debate com a participação dos envolvidos”, comentou Lilian Utembergue, membro do núcleo de Saúde da Região de São Paulo e uma das participantes do Fórum.

Foto: Cecilia Sautter

A mesa de abertura abordou avanços e desafios para a prática de inclusão das pessoas com deficiência. A Presidente dos Escoteiros do Brasil – Rio Grande do Sul, Cristine Ritt, falou sobre a Política de Acessibilidade e o compromisso da instituição com as melhores práticas de inclusão, bem como ações, inclusive de infraestrutura, que estão em andamento. A Política de Acessibilidade dos Escoteiros do Brasil – Rio Grande do Sul foi desenvolvida com base na Convenção dos Direitos da pessoa com Deficiência da ONU e na legislação brasileira (sabia mais sobre a política aqui)

O segundo painel apresentou as possibilidades de inclusão na educação sob diversos aspectos, incluindo a visão das instituições, bem como das pessoas com deficiência. Essa discussão contou com a presença de adultos voluntários do Movimento Escoteiro, uma pedagoga, um psicólogo mestre em educação e a Gestora de Comunicação e Projetos Sociais da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho.

O terceiro painel apresentou casos de inclusão de sucesso no Movimento Escoteiro e como a participação de todos é importante na construção de uma convivência respeitosa com as diferenças. Compuseram esse painel representantes dos Grupos Escoteiros Amigo Panda e Baden-Powell, de Caxias do Sul, do Grupo Acauã, de Erechim, e do Grupo Arno Friederich, de Porto Alegre.

No quarto painel, os anseios das famílias de pessoas com deficiência, suas expectativas e a importância de sua participação no processo de inclusão foram os temas abordados. Fizeram parte, além de voluntários do Movimento Escoteiro, o Presidente da Autismo & Vida, e o Presidente da Associação de Familiares e Amigos do Down.

Fonte: Escoteiros do Brasil – Rio Grande do Sul

Compartilhe
Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens